Artigo Traduzido Blackbelt Magazine – Aproveite o Poder de Nocaute do Tradicional Kung Fu Choy Lay Fut

John-Wai-photo-476
Jonh Wai. (Foto cortesia do artista)

Dr. Mark Cheng – 18 de maio de 2015

Acesse o artigo original em inglês aqui

Tradução Ana Calazans

O Choy Lay Fut é um dos estilos de kung fu mais praticados do mundo, e uma das estrelas em ascensão da arte é John Wai, residente em Plantation, Flórida. Ele começou a treinar wing chun quando era um adolescente, em seguida estudou choy lay fut e acabou se apaixonando por sua perfeita combinação de formas, armas e luta de contato.

Além do treinamento com Wong Gong, um instrutor de quarta geração, Wai passou algum tempo sob a tutela de seu famoso padrinho, o falecido Lee Koon-Hung, que foi considerado por muitos como o instrutor de maior visibilidade do ramo Hung Sing da arte chinesa. A academia de Lee em Hong Kong produziu muitos campeões de contato total – incluindo Tat-Mau Wong, de San Francisco – e Wai foi imerso por essa atmosfera de formas graciosas e combate poderoso quando Lee se mudou para os Estados Unidos.

Wai diz que o Choy Lay Fut (também grafado como Choy Li Fut) é baseado em 10 elementos: chum (bloqueio para baixo), na (garra), kwa (soco descendente com as costas da mão), sau (soco em gancho com ‘balanço’), chop (soco direto ou estocada), pow (uppercut), cup (soco para baixo), biu (disparo, ou soco lateral, com balanço), chong (batida golpeando) e deng (chute). Um dos apelidos do estilo, ‘kwa sau chop’, reflete os três elementos que os combatentes utilizam de maneira encadeada com sucesso.

No jargão do kung fu, se diz que o ‘kwa’ lembra um elefante balançando sua tromba ou um dragão balançando o rabo. O kwa choy (golpe explosivo com as costas da mão) é perfeito para atacar um adversário porque seu ângulo oblíquo para baixo faz com que seja difícil de bloquear.

Wai relata uma história de seu professor de combate full-contact contra alguém com uma posição de guarda fechada e bons bloqueios: “Sifu Lee aplicou o kwa contra as mãos em guarda do rapaz, mas ele bateu na guarda com tanta força que a mão do oponente voltou e bateu-lhe no rosto, nocauteando-o.”

O versátil kwa choy também pode ser usado como um jab, bloqueio ou sequência para o sau choy, orientando estas técnicas para a cabeça do adversário. Assemelha-se ao movimento de um dragão com a cintura balançando por trás do golpe para adicionar potência. Este soco gancho de longo alcance é o favorito de Wai porque ele viaja em um ângulo descendente para bater cabeça ou no corpo do adversário.

“Você pode usar os melhores dedos ou o antebraço como a sua superfície de impacto, dependendo de sua faixa”, afirma Wai. “Com o trabalho de pés, um sau choy executado com a mão de trás carrega muito peso, enquanto que um que é acionado com a mão da frente teria um alcance maior – assim você pode usar o mesmo soco para atacar diferentes ângulos. O importante é que o braço precisa ser dobrado no ponto de contato para evitar danos a seu cotovelo “.

Pelo fato do sau choy ser um soco de longo alcance, é mais fácil para o adversário vê-lo, por isso deve ser desferido rapidamente para evitar a abertura da guarda a um contra-ataque. Ele é melhor executado após uma combinação de técnicas de mão ou pé, afirma Wai.

O chop choy pode ser qualquer tipo de soco direto, e não apenas o punho de pantera que muitos instrutores ensinam. “O punho de pantera age como uma faca com uma lâmina que pode perfurar ou esfaquear”, afirma Wai. “Assim, é voltado para os pontos de pressão, como o plexo solar, garganta, costelas e ponte do nariz – o que lhe deu o apelido de “cheun ngan choy”, ou “roubar os olhos”. O chop choy também é utilizado para contadores rápidos e emprega o torque do corpo para adicionar mais propulsão ao golpe. ”

Quando você o executar, fique relaxado como um boxeador, afirma Wai. “Não tencione até o momento do impacto, de modo a obter uma potência chicoteando com seu corpo; assim ele pode alimentar seus ataques de maneira mais eficaz do que quando se utiliza a tensão bruta e permite que você o combine de maneira a obter vantagem  sobre ângulos fracos ou abertos do seu oponente. ”

Dr. Mark Cheng é um escritor freelance baseado em Los Angeles que pesquisa as artes marciais chinesas e medicina tradicional chinesa.

Link permanente: http://www.blackbeltmag.com/daily/traditional-martial-arts-training/choy-lay-fut/harness-the-power-of-choy-lay-fut-kung-fu/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s