Chutes Kung Fu – Vídeos

qianjun_jiao_the_feet_exercise744a0e97b5f9cc060469

Chutes são uma habilidade muito conhecida do kung fu. Sua técnica, no entanto, é muitas vezes deixada de lado no treinamento. A potência, a agilidade e o foco precisam ser trabalhados em conjunto, sem esquecer, claro, sua aplicação na dinâmica da luta: quando mal utilizados são um verdadeiro presente para o adversário, abrindo a guarda para contragolpes e enfraquecendo a estabilidade.

Nos treinos de kung fu dominar a aplicação de um chute de classes intermediárias, como o ‘faca do pé pelas costas’, reverse sidekick ou spinning back kick, por exemplo, pode ser frustrante. O motivo é que para executar o golpe é preciso acionar cadeias musculares, articulações e tendões que não estão suficientemente preparados, como a inversão da articulação do pé. O praticante perde o equilíbrio, o foco, a altura… É o chute que costuma irritar mais os iniciantes e, não raro, precisa ser continuamente treinado mesmo por alunos avançados.

O condicionamento para os chutes passa necessariamente pelo fortalecimento e alongamento dos músculos do abdômen, dos glúteos, das pernas e de articulações e tendões da região do quadril,  joelhos e tornozelos. Eles são as estruturas que irão porporcionar não apenas força e amplitude, mas estabilidade. A musculatura do baixo abdômen é primordial para o equilíbrio, especialmente em chutes laterais; a concentração no ‘dantien’ é um dos melhores aliados para gerar estabilidade.

Os iliopsoas, ou flexores dos quadris, são músculos importantes. Ligados ao fêmur, eles permitem um bom flexionamento das coxas para a aplicação de chutes em várias direções. Os chutes pelas costas, com saltos ou não, e os laterais também exigem muito dos músculos da região glútea, como o glúteo médio, e dos adutores da coxa.

Mas eu não sou versada em fisiologia e o objetivo deste post é apresentar uma seleção de vídeos que dão toques interessantes sobre os chutes mais comuns. Nem todos  são executados por praticantes de kung fu.

A maioria de nós sonha aplicar chutes incríveis, acrobáticos, altos, ‘voadoras’; mas não custa lembrar que, em um combate, o melhor chute é o mais eficiente e o que lhe expõe menos. Além disso, nem todos tem uma estrutura corporal propícia ou foram agraciados com o dom de voar. Chutes baixos e chutes jabs não são tão ‘bonitos’, mas são muito eficientes.

Treine, treine, treine. A progressão dos chutes mais simples para os mais complexos precisa ser seguida para evitar lesões e facilitar o aprendizado e a adaptação; vá conhecendo seu corpo.

Vídeo de Flexibilidade para Chutes da Kung Fu Magazine

Treinamentos Avançados para Força e Flexibilidade nos Chutes

CHUTES 

Frontal com a Perna da Frente 

Frontal com Ambas as Pernas – Taekwondo

Frontal com  Salto (Chute da Garça)

Faca do Pé pelas Costas 

Faca do Pé pelas Costas Saltando

Faca do Pé com a Perna da Frente (Chute Lateral do Sanda – Sanshou)

Chute Reverso (Giratório)

Furação

Vários Chutes ( Peito do Pé, Gancho com a Perna da Frente, Reverso, Lateral Sanda e Faca do Pé Costas) 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s